blog sou agro

Sou Agro > Sou Agro > Blog > A verdadeira história da espuma de matar frangos
A verdadeira história da espuma de matar frangos

Ou “Cuidado com o que você lê – e compartilha – na internet”

01 de dezembro de 2011

Categoria:

Luiz Silveira

O título deste post também poderia ser: “Cuidado com o que você compartilha na internet”. Eu mesmo só parei para pensar nisso com mais calma agora, quando aconteceu comigo.

Vi circulando no Facebook uma corrente sobre uma espuma cruel, que seria a nova forma de empresários sem coração abaterem frangos. Eu escrevi uma matéria sobre isso há quase dois anos no Brasil Econômico, e como a reportagem foi citada nos links, decidi me manifestar.

Reprodução

A tal “espuma assassina” gerou sentimentos de horror e repugnância, mas faltavam algumas informações cruciais à corrente. Primeira e mais importante delas: a espuma serve apenas para abater aves contaminadas com doenças infecciosas, como a gripe aviária.

A máquina de fazer a tal espuma nunca poderia ser usada para o abate comercial. Ela serve para abater e higienizar as aves sem o contato humano, impedindo que os homens contaminem a si próprios e às granjas vizinhas com o vírus.

Mesmo que não tenham coração, os empresários querem ganhar dinheiro, e com isso todo mundo concorda. Não faz sentido abater os animais na granja e depois transportar as carcaças até o frigorífico, porque esse deslocamento teria que ser feito em caminhão refrigerado e geraria riscos de contaminação. Pelo contrário, todas as indústrias de carne fazem o abate nas fábricas, transportando os animais vivos com custos muito mais baixos.

Minha matéria no Brasil Econômico usava uma linguagem despojada, informal. O título mesmo era “Espuma assassina abate frangos doentes em SC”. A foto era um tanto tétrica, é verdade, e decidi partir desse sentimento para então explicar que se tratava de um equipamento de segurança sanitária. Aliás, a foto foi tirada na única vez em que a tal máquina foi testada no Brasil, assim que chegou dos Estados Unidos.

Acho que o vegetarianismo deve ser respeitado e o bem-estar animal precisa ser uma prioridade da indústria, mas gostaria de deixar claro do que se trata a tal espuma.

27 comentários para A verdadeira história da espuma de matar frangos

  1. Fabio Andrade disse:

    O seu erro foi ter colocado a palavra “assassina” no título, né amigo. Só por isso já deu margem para diversas interpretações. Então fica a dica agora, cuidado com o que escreveres no futuro, palavras de sentido dúbio na boca de gente de mínima compreensão é uma arma chata e letal, chato por que somos obrigados a conviver com apedeutas que postam nas redes sem ao menos confirmarem a veracidade ou saber realmente de que se trata e, letal, para a ciencia que tanto faz para amenizar os problemas da crise mundial de alimentação, como está inserida esta máquina.

    Abraço

  2. Joana disse:

    As pessoas que são burras e não conseguem entender o título ” Espuma assassina abate frangos DOENTES em SC ”. Ou tu quer comer um frango doente???
    A expressão ”assassina” é uma forma de chamar a atenção do leitor.

  3. Ana Paola disse:

    As pessoas gostam de terrorismo. Principalmente as burras. Rs

  4. Wantuelfer disse:

    Creio que a indignação das pessoas seja pela forma que as aves estão sendo abatidas, independente do que serão feito com as carcaças depois. E antes que venham justificar essa atrocidade pela doença das aves, devo lembrar que as mesmas só ficaram doentes devido ao sistema de criação a qual elas são submetidas. Prova disso que as doenças mais preocupantes hoje nem eram conhecidas, ou nem existiam, a trinta anos atrás!

  5. Fui autor do texto (ou um dos textos) que motivou a “polêmica”.
    Escrevi uma nota de esclarecimento, que está neste link: http://cosmosedamiao.blogspot.com/2011/12/nota-de-esclarecimento-sobre-cronica-de.html

    Se possível, leiam!
    Grato!

  6. mauro disse:

    Wantuelfer comentou: “devo lembrar que as mesmas só ficaram doentes devido ao sistema de criação a qual elas são submetidas.”
    Na verdade penso que os frangos só nasceram porque tinham uma destinação comercial, pelo que comentam parece que foram tirados da natureza e não é bem assim. Bilhões de frangos deixariam de nascer… e morrer caso essa indústria não existisse.

    • Wantuelfer disse:

      Olá Mauro!
      É bem verdade isso! O frango, como bem conhecemos, é uma criação humana, resultado de centenas de anos de domesticação. Assim como o porco. Logo, ele nem existiria se não fosse o humano.
      Abraço!

      • Lilih disse:

        Sim, óbvio, foi o homem que “criou” as aves e os porcos e todas as formas de vida, e por isto pode se serivr deles como se tivesse gerado a vida no planeta e fosse a espécie superior, a quem todo o resto do planerta deveria se curvar e adorar oferecendo à própria vida em sacrifício… afinal, se não fosse a nossa linda espécie, eles (porcos, aves, gado, ovelha) nem existiriam, certo?
        Ps.: Melhor nem ter nascido do que viver uma vida miserável de abusos e tortura gerada pelo sistema de produção…

        • Fernando disse:

          Voce acha o ser humano se alimentar dos animais mais fracos anti natural? é a lei da natureza, precisamos nos alimentar para crescer reproduzir e morrer. é a sobrevivencia das especies, e como ser humano prefiro frangos e porcos morrendo que meus irmãos e familiares. falso moralismo e criticas ao capitalismo é oq eu mais vejo mas solução ninguem da…

  7. ELAINE disse:

    SERÁ MESMO QUE ESSE METODO É SÓ PARA AVES CONTAMINADAS??TUDO SE COPIA EM NOSSO PAIZ E SE A MODA PEGA…CUIDADO.

  8. Adriana Assis disse:

    O objetivo inicial é esse. Agora, será que não existem pessoas utilizando este procedimento para realizar uma matança? O CASO DEVE SER INVESTIGADO!

    • Equipe Sou Agro disse:

      Adriana, qual seria o objetivo dessa matança? Os abates comerciais nunca são realizados no campo, e sim nos frigoríficos, o que garante a sanidade do alimento.

  9. Ricardo disse:

    Pessoal vamos ler a materia inteira, nao apenas o titulo.

  10. Clara disse:

    Rosana, concordo totalmente com vc. Não interessa se a espuma mata aves doentes ou não. Ela mata aos milhares, e é muito cruel.

    Se está “ok” matar porque estão doentes, então quando os pais, ou os filhos das pessoas que colocaram aqui que isso não tem problema deveriam ser mortos asfixiados por uma espuma gigante também em vez de levados ao hospital, principalmente se estiverem com uma doença terminal. Pra quê salvar ou matar mais humanamente?

    Na boa, todas essas pessoas ignorantes e desrespeitosas deveriam voltar a viver um dia como esses animais.

    O filme “terráqueos” assim como outros é uma boa forma desses ignorantes se educarem um pouco. Eu mesma não sabia de como os animais vivem até que assisti “Food Inc.” e depois alguns vídeos no Youtube de como criam os animais. Entre eles, tem o documentário “A carne é fraca”, “Conheça sua carne/Meet your Meat” e outros. NUNCA MAIS consegui comer NADA de animais, nem ovo nem leite, nem quero mais NENHUM produto que tenha a ver com eles, couro, nem NADA testado em animais. Antes de eu saber como os animais viviam eu achava que tava tudo “normal”… mas é a indústria da desinformação que causa isso. Hoje em dia com a internet a gente pode evoluir!!

    Pra quem diz que os animais não existiriam sem os humanos, eu digo que sim, eles existiriam e seriam MUITO MAIS FELIZES, mas mesmo que não existissem, seria melhor do que existir só pra ficar sofrendo e depois ainda morrer das piores maneiras possíveis.

    Pelo amor de Deus, informem-se sobre como vivem os animais!!! Não acreditem em propagandas, as empresas fazem de tudo pra esconder a verdade!!!

    Alguém sabe que os pintinhos são TRITURADOS VIVOS logo após nascerem? Que os frangos e galinhas têm os bicos queimados e cortados sem anestesia? Que vivem em gaiolas tão apertadas que NUNCA conseguem sequer abrir as asas? Que muitas vezes vão pro escaldamento ainda vivos??

    Informem-se sobre como os bichos VIVEM, não só como morrem!!

    E concordo com a Rosana, tem coisas DELICIOSAS vegan. Por exemplo:

    - queijo de macadâmias, nozes ou mandioquinha, que podem inclusive se tornar ingredientes de pizzas e outros pratos;

    - pratos muito apreciados como sushi, lasagna vegetal (de beringela, brócolis, etc) ao molho de tomates ou molho branco (com creme de leite / leite vegetal) podendo ou não ter carne vegetal no recheio, hambúrgueres de cogumelos, macarronadas, vegetais ao molho teriaki (oriental), estrogonofe de carne vegetal (com molho à base de creme de leite vegetal), tempurá, risotos, pratos de arroz e vegetais ao molho curry, kibe de abóbora, esfiha de escarola, tabule, tempurá (existe receita sem ovos e inclusive sem glúten!) enfim, a variedade é imensa, não tem como sentir falta de comer animais mortos e putrefatos.

    - pães, torradas ou biscoitos com patês diversos como de azeitonas, hommus, maionese de amêndoas, requeijão à base de tofu, e outros recheios deliciosos;

    - antipastos e entradas como beringela, tomate seco, abobrinhas grelhadas, hommus, batatas fritas, tapioca, anéis de cebola (receita sem ovos nem leite), sopas, saladas, maionese de batatas e vegetais, petiscos como amendoins, pipocas, salgadinhos em geral como tortillas, batata chips, etc

    - milk shakes (com leite ou creme de leite vegetal), sucos, sorvetes, bolos, tortas, compotas, sobremesas e drinks em geral * (existem muitas receitas sem uso de ovos e leite)

    Sinceramente, só come produtos derivados de animais hoje quem é MUITO RUIM DE COZINHA!! Eu faço pratos maravilhosos aqui, MUITO melhores do que com carne!!! Até quem ainda come carne e vai a churrascarias de renome, quando vem aqui logo depois de comer animais mortos me pede pra comer a MINHA comida, e diz que é melhor e mais gostosa!! Sabe por quê? Porque eu não sou preguiçosa!! Eu vou atrás das receitas boas e faço. Não tenho nem preguiça nem medo de mudar minha vida, e assim salvo milhares de animaizinhos indefesos. Pode apostar que antigamente eu matava centenas de bichinhos numa churrascaria.. só os coraçõezinhos dos frangos eu comia aos “baldes”.. hoje tenho VERGONHA e PROFUNDO ARREPENDIMENTO! Ah se eu soubesse antes o que estava fazendo!!!!

    Hoje sou muito mais feliz – e mais saudável. Espero que todos possam ser também. Quem quiser pode entrar em contato comigo pra pedir receitas ou o que for. Tenham certeza de que se eu mudei, vocês também mudam!

  11. Roberta disse:

    Infelizmente as pessoas desconhecem o papel da produção animal na sociedade moderna. Falam apenas na ingestão de carne, algo extremamente necessário, e esquecem que os animais nos fornecem outras coisas, que sem elas não teríamos a qualidade de vida que temos.
    Quem vai fazer um exame de sangue, por exemplo, precisa de heparina, substancia anticoagulante. A mesma que é utilizada para enfartados e qualquer um que faz uma cirurgia, para evitar trombos e coágulos. Será que existe pé de heparina? Sinto informar, mas é ela é exclusivamente extraída de vísceras bovinas ou suínas.
    Muitos modelos, artistas, etc. são vegetarianos. Mas para manterem a beleza, usam cremes com colágenos ou injeções de enzimas para combater gordura localizada. Do mesmo modo, não existe pé de colágeno, é extraído de cartilagens bovinas. E esta enzima, usada em tratamentos de beleza, chama-se hyalozima. Que pasmem estas pessoas, que não ingerem carne, mas fazem tratamento enzimático (mesma enzima que também é usado como anticoagulante em cirurgias) é extraída de TESTÍCULO bovino. Estes são alguns exemplos, poderia escrever muito mais.
    Um ponto crítico em tudo isto, é que combatemos o que precisamos. E mais, não aproveitamos nosso grande potencial. Somos o maior produtor de bovinos, mas importamos estes produtos de maior valor agregado. Temos o colágeno e importamos os cremes. Temos os insumos (as vísceras) e importamos os medicamentos.
    Não que tudo isto justifique uma produção que não respeite os animais. Temos trabalhando intensamente para aliar uma produção sustentável ao preço acessível. Assim como, devemos respeitar as pessoas que trabalham no meio rural. Além de outros requisitos, como o ambiente e a segurança do alimento.
    Vamos pensar um pouco maior….

    • Maldonado disse:

      Um dos comentários mais ponderados e lúcidos até o momento.
      Parabéns!

    • Zel disse:

      Concordo plenamente com você. Esses posts e reportagens de sensacionalismo não trazem nenhum proveito real. Ser cruel com animais é errado com toda certeza; mas eles, os animais foram criados por Deus para nosso proveito sim. O que o ser humano faz é devastar, estragar, destruir. Mas matar para comer não é errado, nunca foi e nunca será. Aqueles que estiverem agindo de má fé em todas essas situações prestarão contas diante de Deus.

  12. Fernanda disse:

    Bem feito pra quem escreveu essa matéria, quis fazer reportagem sensacionalista e se deu mal…
    Roberta, os animais nao estao no planeta pra nos “fornecer” nada. Muito menos pra nos gerar uma boa qualidade de vida. O problema é justamente ter chegado ao ponto de “precisar” desses produtos.

  13. Fernanda disse:

    http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/granjeiros/62677-avicultura-espuma-para-matar-e-salvar.html

    Leiam a matéria sobre a demonstraçao da tal maquina:

    “É a primeira do País e sua demonstração exigiu o pedagógico sacrifício de 400 frangos…” isto quer dizer que aqueles frangos ali sacrificados nao estavam nem doentes, era somente a demonstraçao da maquina.

    “A espuma, em razão do tamanho de suas moléculas, impede a troca de gases pelas aves, que morrem asfixiadas, porém sem sofrimento.” alguém me explica como é possivel morrer asfixiado sem sofrimento?

  14. Irres Ponsável disse:

    Mudando, ou não, de assunto, gostaria de fazer uma pergunta.
    Estes dias, ouvi mais uma ‘lenda urbana’ sobre o abate de animais.
    A questão é simples: descobriram que seria mais eficiente processar os frangos ainda vivos. Ou seja, as máquinas antigas matavam o frango, e daí começavam o show; agora, o frango é mantido vivo a maior parte do tempo, otimizando algumas etapas do processo.
    Dito isto, vem a pergunta: VERDADE OU LENDA URBANA?

  15. Ana' disse:

    gato e cachorro é pior, eles colocam numa camara de gás quando abrigos super lotam.

    “cães foram colocados na câmara de gás, pois ninguém havia se interessado em adotá-los. A prática é comum em abrigos de animais, já que muitos deles sofrem com a superlotação.”

    http://tarsoaraujo.blogspot.com.br/2008/09/ces-mortos-em-cmara-de-gs-em-crato.html

  16. Nubia Bravin disse:

    Neusa querida, em quais artigos vc se baseia para dizer que todos os dias são abatidos frangos para testar a máquina de espuma?
    Eu acho que vcs tem que acordar para a realidade, e em vez de ficarem criticando, ver as coisas como elas realmente são, pq eu aposto q vc nunca chegou perto de um sistema intensivo de criação de aves e não sabe nem a metade do que é realizado em uma granja!! A avicultura é uma atividade comum, a qual é empregada todos os dias novos métodos de manejo, com o objetivo de facilitar e melhorar a qualidade da produção. Vamos acordar pra vida né gente!!

  17. Anderson disse:

    Nubia, tudo que você fala é em prol do dinheiro o retorno financeiro. Pense um segundo na dor alheia. Não peço que se torne vegetariana se isso te agride, mas lute pelo menos por menos sofrimento na terra. Se quer abater, que abata de uma forma menos dolorosa. Se quer criar para ganhar dinheiro, que crie de uma forma mais digna.

  18. Anderson disse:

    Não posso aceitar a violência como algo normal. O dia em que isso se tornar corriqueiro para mim é porque fui derrotado.

  19. kaka disse:

    Por favor, me diga que isso foi um comentário irônico e vc apenas esqueceu de colocar “risos” no final.

Deixe uma resposta