Sou Agro > Tempo Real > Aumento na venda de defensivos eleva padrão tecnológico da safra 2012/13
20 de agosto de 2012
Aumento na venda de defensivos eleva padrão tecnológico da safra 2012/13

Quebra de safra nos Estados Unidos também impulsiona a aquisição de sementes pelo agricultor brasileiro

Redação*

A Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) identificou forte antecipação nas compras de defensivos agrícolas no Centro-Oeste e na região do Mapitoba, formada Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Entre janeiro e maio de 2012, o consumo de herbicidas subiu 40%, com destaque para o aumento de consumo nas lavouras de milho, fumo, cana-de-açúcar e feijão e queda nos mercados de arroz e citros.

O segmento de inseticidas cresceu 55% no mesmo período devido ao crescimento nos mercados de algodão, soja, cana, citros e feijão. Foram usados menos inseticidas nos mercados de tomate, cereais e arroz. No geral, as vendas de defensivos acumuladas até maio de 2012, apresentaram crescimento de 36%, sendo que a variação cambial do período atingiu 19%.

Sementes
Devido à quebra de safra nos Estados Unidos, a conjuntura para o mercado de sementes no Brasil em 2012/13 é positiva, de acordo com a Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem).  A previsão é de alta nos preços e nas exportações, com produção estimada em 165,92 milhões de toneladas, 1,9% a mais do que na safra 2011/2012.

Segundo a Abrasem, não devem haver problemas de oferta de sementes para a safra. Até o momento, Mato Grosso, Paraná, Goiás e Minas Gerais estão com mais de 80% das sementes vendidas.

* Com informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)

Deixe uma resposta