Sou Agro > Tempo Real > Avança acordo para evitar perda de safra de laranja em São Paulo
29 de junho de 2012
Avança acordo para evitar perda de safra de laranja em São Paulo

Falta de mercado e perspectiva de o estoque de suco superar a capacidade de armazenagem da indústria são os principais problemas

Agência Estado

O governo e o setor privado parecem ter superado o impasse em torno de um acordo para evitar que 80 milhões de caixas de laranja deixem de ser colhidas e processadas, por causa da falta de mercado e da perspectiva de o estoque de suco superar a capacidade de armazenagem da indústria ao final da safra.

Marco Antonio dos Santos, representante dos citricultores paulistas, disse que na reunião realizada nesta sexta-feira no Ministério da Agricultura o governo mostrou disposição em adotar medidas que garantam preços que deem sustentação aos produtores. As medidas analisadas passam pela prorrogação dos financiamentos de estocagem concedidos em 2011 e pela liberação de novos créditos, além de isenções e desonerações sobre a produção excedente, que corre o risco de apodrecer nos pomares.

Ele explicou que, como está assegurado que a indústria irá absorver 30 milhões de caixas de laranjas tardias, as negociações agora giram em torno das 50 milhões de caixas restantes, principalmente as precoces, que estão se perdendo nos pomares. Ele disse que existe a possibilidade de equalizar preços entre R$ 6 e R$ 10 a caixa de laranja.

Em 2011, quando o governo disponibilizou R$ 300 milhões para operações de estocagem por meio da Linha Especial de Crédito (LEC), as indústrias se comprometeram a pagar no mínimo R$ 10 a caixa.

Nesta semana o setor privado se reuniu com dirigentes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para estudar proposta de escoamento da produção excedente. No entanto, não houve avanços devido às dificuldades do poder público em operar com a laranja in natura e também com o suco, que conta com uma logística própria da indústria para tancagem e transporte.

Santos afirmou que os representantes do governo de São Paulo anunciaram que, em breve, serão anunciadas medidas de apoio ao setor para garantir o processamento da laranja excedente, como a inclusão do suco de laranja na merenda escolar. Ele disse, ainda, que a maior preocupação é garantir o escoamento da laranja precoce, pois como as indústrias estão priorizando as frutas próprias o citricultor está sem mercado e sem referência de preços.

Santos calcula que cerca de 5 milhões de caixas de laranja precoce já se perderam nos pomares. Para o produtor, isso representa um duplo prejuízo. Primeiro por não ter a receita com a venda da produção. Segundo porque terá de gastar para colher as frutas que permanecerem nas árvores. A medida é necessária para reduzir o risco de pragas e doenças, além de evitar danos à próxima florada, que resultará na safra que será colhida em 2013.

Um comentário para Avança acordo para evitar perda de safra de laranja em São Paulo

  1. olivia pires sambo disse:

    a fazenda pinhalzinho esta passando serio risco de perder a safra de laranja por não ter compradores, o patrão gasta tanto tem tantos empregados eu sinto vergonha de ser brasileira nessas horas gasta com empregados tratamento o pssoal trabalha a noite ,paga os empregados certinho este é o reconhecimento para patrão que so não desiste por amor a fazenda e do dos empregados

Deixe uma resposta