Sou Agro > Notícias > Brasil Agro > Brasil e União Europeia assinam protocolo de cooperação agropecuária
21 de junho de 2012
Brasil e União Europeia assinam protocolo de cooperação agropecuária

Documento prevê compartilhamento de pesquisas e criação de canais de comunicação e resolução de problemas

Redação*

Ricardo de Freitas

O comissário europeu para Agricultura, Dacian Ciolos (esquerda) e o ministro Mendes Ribeiro

O Brasil e a União Europeia fecharam nesta quinta-feira (21) um protocolo de intenções para promover a cooperação técnica bilateral e melhorar a comunicação na agropecuária. O documento foi assinado no Rio de Janeiro pelo ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, e pelo comissário europeu para Agricultura e Desenvolvimento Rural, Dacian Ciolos.

A cooperação prevê o compartilhamento de pesquisas em produção agrícola, pecuária e florestal. Em nota, o ministro afirmou que o Brasil está colocando a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) à disposição para auxiliar no aumento da produção e da preservação ambiental. “É um trabalho conjunto no combate à fome e à miséria”, afirmou.

O protocolo também tem o objetivo de promover o entendimento entre as partes, estabelecendo canais de comunicação para a troca de informações e a resolução de problemas.

Mas o poder dessa parceria ainda é incerto, uma vez que um dos temas mais relevantes para o Brasil, que são as barreiras sanitárias europeias, ficou de fora. As autoridades europeias e brasileiras poderão estabelecer grupos de trabalho em temas específicos, mas não poderão debater assuntos relacionados às questões sanitárias e fitossanitárias, de bem-estar animal e de posse da terra.

Dacian Ciolos afirmou que é de interesse da União Europeia investir na parceria com o Brasil. Ele reforçou a necessidade de aprofundar as relações e que estão abertos a negociações. Este é o segundo encontro entre o comissário e o ministro, que haviam se reunido antes em janeiro deste ano, em Berlim.

Aproveitando a realização da Rio+20, Mendes Ribeiro se reuniu ao longo da semana com cerca de 30 ministros da agricultura que vieram à conferência das Nações Unidas. Além da União Europeia, foi assinado um protocolo de intenções com a Bolívia, para a cooperação técnica na agropecuária.

O ministro também se reuniu nesta quinta-feira com seu colega chinês, Han Changfu. O representante da China apresentou propostas relativas ao apoio científico e tecnológico, visando soluções na produção agrícola, além de sugerir investimentos em projetos do agronegócio, para reduzir custos e aumentar a produção.

A parceria ainda seria focada em ações conjuntas e integradas nos fóruns internacionais, como Organização Mundial do Comércio (OMC), Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Han Changfu também fez convite a Mendes Ribeiro Filho para que participe do primeiro Fórum de Ministros da Agricultura entre Países da América Latina e China, em data a ser definida.

O ministro aceitou participar da reunião do fórum. Um novo encontro entre Mendes e Changfu deverá ser marcado no segundo semestre. Segundo o ministério, a Secretaria de Relações Internacionais (SRI) vai analisar as ações propostas pelo governo chinês.

*Com informações do Ministério da Agricultura.

Deixe uma resposta