Sou Agro > Tempo Real > Comissão de Agricultura do Senado avalia trabalhos de 2011
16 de dezembro de 2011
Comissão de Agricultura do Senado avalia trabalhos de 2011

Para 2012, prioridades da comissão são o aprimoramento da legislação ambiental, a regularização fundiária da região amazônica e a evolução da logística da produção agrícola

Agência Senado

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aproximou o Senado da realidade do campo. Essa foi a avaliação do presidente da comissão, senador Acir Gurgacz (PDT-RO), na tarde desta sexta-feira (16), durante reunião da comissão para debater os resultados de seus trabalhos.

Gurgacz disse que a reunião servia como uma prestação de contas da Comissão de Agricultura, cuja responsabilidade, disse, aumenta ainda mais com o crescimento do setor agrícola. O senador informou que a agricultura representa um terço do produto interno bruto (PIB) brasileiro e deve crescer mais de 6% em 2011.

- O Brasil caminha pra ser o maior produtor e exportador agrícola do planeta – declarou o senador.

De acordo com o parlamentar, a CRA tem o intuito de interpretar o setor agrícola e apontar alternativas para as demandas mais urgentes. Para Gurgacz, o trabalho da comissão deve buscar melhorar a qualidade de vida na área rural.

- O desafio é que o pequeno produtor continue a viver no campo e do campo – disse Gurgacz.

Código Florestal

Temas como regularização fundiária, rede de frigoríficos e cooperativismo estiveram na pauta da CRA em 2011. O novo Código Florestal (PLC 30/2011) também foi objeto de debate na comissão. Gurgacz destacou o trabalho conjunto da CRA com as comissões de Meio Ambiente (CMA), de Ciência e Tecnologia (CCT) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) para a aprovação do projeto.

Ele ainda elogiou a relatoria do deputado Aldo Rebelo (PCdoB) na Câmara dos Deputados e o trabalho dos relatores Luiz Henrique (PMDB-SC) e Jorge Viana (PT-AC), no Senado.

- Foi um amplo debate, ouvindo todos os setores da sociedade. O novo código traz mais segurança jurídica para o produtor rural – afirmou Gurgacz.

Para o próximo ano, Gurgacz disse que a CRA vai continuar seu trabalho de olhar para a situação do campo. De acordo com o senador, a comissão vai buscar o aprimoramento da legislação ambiental, a regularização fundiária da região amazônica e a evolução da logística da produção agrícola.

O senador Casildo Maldaner (PMDB-SC) disse que o agro tem sustentado a economia brasileira, o que mostra a importância da CRA. O senador ainda elogiou o fato de a comissão se reunir na sexta-feira à tarde, quando costuma haver menos atividade no Senado.

- Foi uma agenda positiva – comemorou Casildo.

Ao longo de 2011, informou o senador Acir Gurgacz, a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária realizou 54 sessões, sem contar o ciclo de debates que promoveu, sempre nas sextas-feiras, 22 audiência públicas. Além disso, foram votados 28 projetos de lei e 75 requerimentos neste ano.

Deixe uma resposta