Sou Agro > Mundo Agro > Cultura & Variedades > Paulistanos colhem café sem sair da cidade
24 de maio de 2012
Paulistanos colhem café sem sair da cidade

No Dia Nacional do Café, evento apresenta a cultura no maior cafezal urbano do mundo

Redação

A safra paulista de café começou oficialmente nesta quarta-feira (24), Dia Nacional do Café, com uma colheita simbólica realizada no município de… São Paulo! Um cafezal com mais de 1,5 mil pés a poucos quarteirões da avenida Paulista e do Parque do Ibirapuera foi a sede do Sabor da Colheita, evento realizado no Instituto Biológico para marcar o início da safra.

Neste ano, o público teve a oportunidade de participar da colheita e conhecer um pouco mais sobre a origem do café, o alimento mais consumido do Brasil (sim, nós bebemos mais café do que comemos de arroz ou feijão). Tudo isso bem perto do centro da capital, no maior cafezal urbano do mundo. Na foto abaixo, dá até para ver os prédios do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (à esquerda) e da sede da empresa de tecnologia IBM, na esquina da rua Tutóia com a avenida 23 de Maio (à direita).

Joao Luiz/SAA

Participantes puderam colher o café maduro no maior cafezal urbano do mundo

Embora hoje tenha um caráter cultural e educativo, o cafezal do Biológico é ligado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado. Ele surgiu na década de 1920, quando uma praga chamada broca-do-café ameaçou aquela que era a principal atividade econômica do Estado. Para responder às perdas geradas pela broca, o governo paulista criou o Instituto Biológico, que usava seu cafezal para fins de pesquisa.

Joao Luiz/SAA

Neste ano, o instituto ganhou a certificação UTZ de boas práticas

Atualmente, o instituto produz cerca de meia tonelada de café, que é destinada a entidades assistenciais. Quem recebe esse café pode ficar tranquilo quanto à sua qualidade: o Sabor da Colheita de 2012 comemora também a certificação do Biológico pela UTZ, entidade internacional que certifica propriedades com boas práticas agropecuárias. Segundo a Secretaria de Agricultura, esta é a primeira vez que uma instituição pública consegue uma certificação UTZ no mundo.

Vale lembrar que o café, apesar de não ter o mesmo peso do passado na economia paulista, ainda é um produto importante no estado. A última estimativa para a safra 2012/2013 é de 5,04 milhões de sacas, um aumento de 28,7% em relação à anterior.

Deixe uma resposta